Archive for outubro \31\UTC 2009

Trilhas sonoras…

31/10/2009

Como assim???  Eu estou morando na Terra das minhas bandas prediletas e ainda não falei de música???

Londres é uma cidade barulhenta. Buzina, sirene de ambulância, barulho do motor dos ônibus, gente falando por todo lado nos celulares e pelas ruas, apressadas, mas é também uma cidade musical. Nas feiras, de final de semana, as barraquinhas de vinil tocam todos os estilos musicais: de funkadelic  a jazz de John Coltrane, de Rolling Stones a Black roots, de reggae a punk a lá Sex Pistols… E nas estações de metrô, de uma estação para a outra, quando se faz as trocentas baldeações no extenso tube londrino, em cada corredor que linka uma plataforma a outra, há sempre um artista popular tocando algum sucesso antigo dos Beatles ou algo mais recente como U2. E nada mais legal do que descobrir que a música que ouço no meu fone de ouvido chamada Warwick Avenue, da Duffy (Rockferry album) não é só o nome de uma rua e sim, o nome de uma estação de metrô daqui.

O Reino Unido é conhecido por ter sido o berço de diversas bandas famosas no mundo musical e que de uma certa forma estouraram aqui em Londres, na cidade mais cosmopolita da Grã-Bretanha, quiçá da Europa, antes de ganhar o mundo. Amy Winehouse, U2, Aritic Monkeys, Muse, Snow Patrol, Keane,  Rolling Stones, Nizlopi, Franz Ferdinand, Supergrass, Coldplay e obviamente Beatles  são bandas que sempre me acompanharam onde quer que eu fosse e ao continuar ouvindo-os por aqui, formam a trilha sonora perfeita para meus dias e histórias que terei para contar da época em que morei em Londres…

Uma notícia boa e relacionada à música é que em breve começo a trabalhar num Pub que tem um palco gigante, em que terá bandas tocando ao vivo quase todas as noites da semana. O fato de ter música ao vivo e não apenas um DJ que toca “putz putz” no meu ouvido a noite toda, contou muitos pontos para eu me empolgar em trabalhar lá. Tenho certeza que vão tocar grandes clássicos do BRITPOP e vai ser legal trabalhar num lugar que rola um som bom de ouvir. Trabalharei alguns dias de manhã e outros à noite.

Para terminar, queria só postar a famosa foto da Abbey Road, imortalizada na Capa do disco dos Beatles com o mesmo nome, que tirei logo na primeira semana que cheguei. Lógico que sendo fã como sou, tive que pagar esse mico básico. A rua é movimentada meu povo… Passa carro nos 2 sentidos e esperar o momento ideal para tirar a foto, sem carro dos 2 lados é uma tarefa que pode demorar muito tempo. Alguns motoristas mais compreensíveis com os turistas, param numa boa, outros xingam, pois muitas vezes param mesmo para não atropelar alguém que do nada pára no meio da rua, para tirar a famosa foto. Eu fiquei lá mais de uma hora para tirar a minha e dar risada dos outros que como eu, tentavam. Tem gente que leva a capa do disco original, para tirar a foto exatamente no mesmo ângulo… Rs.

 

Abbey Road

Capa do album Abbey Road original dos Beatles

Paródia dos Simpsons

A minha versão, após um longo período de espera...

 

Amo música, de todos os cantos do mundo, mas devo confessar que nesse quesito ter escolhido Londres para morar, fez toda a diferença.

Anúncios

A importância do brincar

30/10/2009

Outro dia escrevi sobre a importância das brincadeiras antigas na vida das crianças e o quanto pode fazer a diferença no desenvolvimento e crescimento dos pequenos. Hoje volto a tocar no assunto “brincar” mas especificamente sobre a importância e diferença que essa atividade pode fazer na vida e na recuperação de crianças que enfrentam doenças com chances de cura ou não e que são obrigadas a freqüentar os corredores dos hospitais para seguir com a vida, com os sonhos.

Bem, mais uma pesquisa comprova que atividades terapêuticas ajudam crianças internadas a aderir melhor o tratamento, sentir menos dor e reduzir ansiedade. Tudo isso com a arte de brincar, algo que todas elas deveriam estar fazendo sem orientação ou hora contada, se alguma debilidade não fosse o impeditivo. Um estudo realizado com crianças em idade pré-escolar no Hospital Infantil Darcy Vargas, em São Paulo, avaliou o comportamento dos pacientes ao receber um curativo com ou sem brincadeira. Antes de se submeterem ao curativo, as crianças brincaram com uma boneca que portava acessórios médicos e eram incentivadas a fazer curativo no brinquedo. Após essa simples brincadeira, as crianças apontaram sentir menos dor e aceitaram melhor o procedimento do curativo. A tensão muscular e a expressão de medo não existiam após a brincadeira.

Segundo especialistas, a brincadeira ajuda a elaborar experiências desconhecidas e isso faz com que elas antecipem alguns sentimentos antes do procedimento e com isso, diminui a angústia, o medo e a criança entende melhor. Após ler sobre esses estudos pensei em reforçar mais uma vez sobre a simples ação “brincar” que pode amenizar e muito o sofrimento de quem certamente não entende tudo o que está se passando – são apenas crianças. E para aqueles que não conhecem alguma barreira, serve de incentivo no desenvolvimento motor e cognitivo. Portanto, se tiverem a oportunidade, BRINQUEM sempre!

 Bom feriado!

Maine

Show bom chama… Outro show…

29/10/2009

São Paulo sempre é assim. Parece que as produtoras combinam para trazer shows bacanas todos de uma vez. Quem não lembra da loucura que foi U2 e Rolling Stones, na mesma semana, em SP e no Rio? Pois bem… A loucura está voltando, desta vez com Coldplay, ACDC e Metallica

Vcs sabem minha opinião. Acho que nós, pobres assalariados, devemos investir grana em shows que valham a pena. Bandas homéricas, que quase nunca vêm pro Brasil, por exemplo. Não necessariamente bandas que sejamos fãs. Até porque, se fosse assim, eu só assistiria a shows dos Beatles e do Michael Jackson, ou seja, não assistiria a show nenhum! Por isso, resolvi falar dos três próximos grandes shows que acontecem por aqui.

Primeiro preciso alerta-los, queridos amigos, que começa neste sábado (dia 31), as vendas para o show do Coldplay. A turnê Viva La Vida, que tem esse nome por causa música de Viva La Vida, tá rolando solta, mesmo com a puta confusão que acontece “behind the scenes”. O guitarrista Joe Satriani acusa a banda britânica de plágio na música em questão. Segundo ele, a música Viva La Vida tem trechos originais de If I Could Fly, uma canção instrumental lançada por ele em 2004. Quem já ouviu as duas músicas, percebeu que são mesmo bem parecidas, principalmente no começo. Com plágio ou sem plágio, o show vai rolar e os ingressos variam de R$140 a R$400.

Coldplay

Além dos ingleses do Coldplay, ainda teremos aqui no Brasil o ACDC. O show acontece agora, dia 27 de novembro, no Morumbi, e os ingressos variam de R$150 a R$300. O evento tinha tudo para ser assim… um show da Madonna, por causa da loucura pelos ingressos. Pasmem! Teve até um amigo meu que comprou uns quatro ingressos a mais pra vender depois pelo triplo do preço. Coitado. As vendas abriram novamente e os ingressos estão aí, a rodo pra galera.

ACDC

Por fim, Metallica tb vem aí. O show deve rolar em janeiro de 2010, no Rio de Janeiro, mas as datas ainda não estão definidas. Pelo menos é o que está confirmado no site oficial da banda. Além, claro, de ser um show his-tó-ri-co, daqueles que, como eu disse lá em cima, vale a pena assistir antes de morrer, o que mais me chama atenção na vinda dos caras ao Brasil é uma coisa: além do show no RJ (pasmem!), eles devem tocar no Festival de Verão de Salvadooorrrr!! Detalhe, no mesmo dia da Beyoncé. Pelo amor de Deus, Metallica não merece isso! Alguém me explica o que Metallica tem a ver com a mala da Beyoncé? E o que tem a ver com axé? Alguém? Alguém? Ninguém responde, né?! Ok! fico eu aqui, no meu momento grilo cri-cri… E esperando a noite ansiosamente. Afinal, hoje é dia de This is It!!

Bjo e fui!
Aline

Meus Queridos Blogueiros

26/10/2009

cassia

Nossa Turma de Blogueiros do Barulho! Obrigada por poder dividir um blog com vocês queridos!!!

Entre tantos temas que pipocam toda a semana na minha cabeça para escrever aqui, hoje não quis determinar nenhum.

Escrever no “Da Nossa Janela” se tornou uma obrigação prazeirosa. Sabe aquele compromisso que você faz de tudo pra não perder? Pois é, pra mim esse é um deles!

Aliás, escrevendo aqui agora me surgiu a idéia de falar da experiência de se mostrar num blog. Escrever uma vez por semana que seja e acompanhar os textos de alguém é sim uma maneira e tanto de conhecer as opiniões, o estilo, o jeito de cada um.

Por exemplo: talvez vocês já tenham percebido pelos textos que “posto” aqui que sou ainda daquelas à moda antiga: um pouco romântica demais, sonhadora, adoro falar de percepções, sentimentos, enfim estamos juntos nesse blog há 3 meses já (eu acho que é isso gente rs me corrijam se eu estiver errada!) e tenho certeza que muita gente me conhece mesmo sem me conhecer, entende?

Explico: fato engraçado, por exemplo, é que eu, Pablito e Cássia temos um blog juntos e eu nem os conheço pessoalmente, mas isso é o máximo porque eu já me identifico com essas pessoas. O Pablito é a pessoa que eu preciso ler toda a segunda-feira para ter o meu momento moda e a Cássia, bom com ela a gente compartilha as aventuras e desventuras da descoberta de um mundo novo.

A Adriana, minha querida Dri, que escreve logo um dia depois de mim também é sonhadora como eu. Seus textos em geral são pessoais e acho que somos bem parecidas no modo de nos expressarmos e até no jeito de pensar. Bom, a Linoca é a nossa mulher antenada rs. Sempre com novidades, elétrica, agitada, um tanto mandona hahaha (brincadeira Line), enfim é a Line que eu também adoro.

A Maine é a mãe apaixonada, intensa, que está sempre atenta ao mundo dos bebês. Traz um pouco da sua experiência como mãe e vira e mexe também me tira lágrimas com textos fortes, cheios de amor.

Bom pra quem nem imaginava sobre o que escrever hoje acho até que eu me saí bem…rs.

E vocês, acham que dá pra conhecer a gente através dos nossos posts?

Boa terça-feira gente!

beijos.

Shirlei Marina

Quem não tem colírio…

25/10/2009

Agora que o verão está praticamente entre nós , utilizaremos ainda mais óculos escuros e, com isso, teremos ainda mais dúvidas em torno do acessório. É preciso mesmo usar óculos escuros? Que óculos combinam com meu rosto? Onde e como usar?

Especialistas dizem que, antes de tudo, é necessário conhecer o seu tipo de rosto, pois há um formato de óculos indicado para cada rosto. Por exemplo, os “rostos redondos” ficam melhores com armações quadradas ou angulosas, pois as linhas retas criam a ilusão de que o rosto é mais anguloso; enquanto o “rosto coração” fica melhor com modelos sem armações aparentes; os “rostos quadrados”, por sua vez, ficam melhores com modelos totalmente redondos ou arredondados apenas nas laterais, já que suavizam as linhas da face e tornam o rosto menos reto; as pessoas de “rostos alongados” combinam bem com os óculos grandes, pois dão a impressão de o rosto ser mais arredondado; já o “rosto oval” é o sonho de todos os amantes de óculos, por combinarem com a maioria dos formatos de armações.

É claro que estes passos não são regras e tudo vai depender do estilo de cada um! Em minha opinião, é preciso ter em mente os tipos de óculos que lhes agradam mais, para depois estudá-los no rosto.

Agora, sobre a questão “onde usar?“, a resposta é bem simples: no sol, oras! Não há nada mais deselegante do que conversar com alguém usando óculos de sol num lugar fechado ou numa mesa. Não ver os olhos é algo que me incomoda, além de soar como falta de educação. Ora, se os óculos de lentes escuras são chamados de óculos de sol, não é à toa, não é mesmo? Ok, se a pessoa precisou sair bem cedo e quis esconder as olheiras, eu perdôo!

Que óculos comprar? Um que combine com o seu estilo, que tenha uma boa procedência, ou seja, que você saiba que as lentes possuem filtros de proteção contra raios ultravioletas (UVA e UVB), além de um filtro específico para raios infravermelhos.

E que modelo escolher? Ah! Isso é um quesito bem particular. Tenha em mente para quê e quando você usará os óculos? Se forem usados somente para praticar esportes, prefira os modelos esportivos, se for usá-los sempre, opte pelos casuais. Uma dica aos desnorteados é se inspirar no que os famosos estão usando. Vamos ver?

A Sr.ª Beckham ama os modelos enomes - e fica ótima!

A Sr.ª Beckham ama os modelos enomes - e fica ótima!

Jannifer Aniston escolheu uma armação marrom e acertou

Jannifer Aniston escolheu uma armação marrom e acertou

Óculos estampados ficam ótimos na cor da pele da Rihanna

Óculos estampados ficam ótimos na cor da pele da Rihanna

Kanye West e seus óculos mordenérrimos

Kanye West e seus óculos modernérrimos

As irmãs Olsen optam por óculos bem grandes e redondos

As irmãs Olsen optam por óculos bem grandes e redondos

Gisele gosta do Rayban vintage

Gisele gosta do Rayban vintage

Drew Barrymore gosta das armações divertidas. E não é que ficam ótimas nela?

Drew Barrymore gosta das armações divertidas. E não é que ficam ótimas nela?

David Beckham gosta do Aviador - modelo bem clássico

David Beckham gosta do Aviador - modelo bem clássico

Os óculos de Beyonce escondem quase o rosto inteiro

Os óculos de Beyonce escondem quase o rosto inteiro

Lily Allen ficou ótima com estes óculos pink

Lily Allen ficou ótima com estes óculos pink

Lindsay Lohan também é fã do clássico Rayban Aviador

Lindsay Lohan também é fã do clássico Rayban Aviador

Jude Law é do time que ama Wayfarer
Jude Law é do time que ama Wayfarer

Bem, estas são apenas algumas referências. E os seus óculos, como são?

Os meus óculos do último verão eram parecidos com estes. Talvez eu troque-os, talvez continue com eles por mais este verão

Os meus óculos do último verão eram parecidos com estes. Talvez eu troque-os, talvez continue com eles por mais este verão

Express Yourself

24/10/2009

Não sou nenhuma assumidade em moda e muito menos entendo bem do assunto como o Pablitz, mas uma coisa que tenho reparado nas pessoas pelas ruas de Londres é que elas se vestem como querem e isso faz da cidade uma cidade fashion. A diferença aqui é que ninguém se preocupa muito com marca, que nem no Brasil, mas sim com estilo. Por isso não gastam “rios de dinheiro” numa calça só, por exemplo. Ontem mesmo, numa lojinha de rua, achei uma calça jeans bem diferente por 5 pounds e todos estavam comprando, mesmo não sendo da marca X ou Y.

Nas grandes magazines você pode encontrar peças básicas ou super coloridas e com cortes diferentes por um preço bem razoável. Há lojas que já vendem o look completo com o sapato e você não paga mais que 50 reais por tudo,  se convertermos o valor da moeda. Mas o mais legal é você escolher peças que não teriam nada a ver com a outra e montar um look bem divertido e moderno e sair andando pelas ruas sem ninguém te olhar com um ar de reprovação. A peça mais surrada e diferente é a mais cool

E no pé, as botas, nesse outono começo de inverno na Europa, é o que domina no pé das mulheres. Mas obvio que no meio de tanta coisa bacana e diferente, existe também aquilo que jamais, eu disse JAMAIS, usaria em mim. Existe uma bota feita de crochê de diversas tonalidades de lã e que é muito modinha por aqui. São horríveis! E outra, que é de pele e que parece que a pessoa está com uma bota de gesso nos pés. Mas enfim, só isso me incomoda. Nem os punks, com sua moda exagerada, me incomoda tanto como as botas de lã… rs

Se você pegar uma chuva com essa coisa no pé, seus pés viram um chumbo de pesados

Bota ugly 1: se você pegar uma chuva com essa coisa no pé, seus pés irão pesar que nem chumbo.

Bota ugly 2

Bota ugly 2: Não parece o calçado do Abominável Homem das Neves?

Já os executivos no metrô andam com terno e seus sobretudos pretos e com mochila, que nem no Brasil, e nos pés calçam botas marrom-claro, com algum recorte diferente, só para dar um estilo e não fica feio, fica estiloso. No Brasil, isso  jamais seria aceitável… E tenis, se você acha que todos andam com o Nike ou Asics da moda, você está muito enganado. O velho e querido bamba ou variações do All Star é o que prevalece no pé dos caras mais jovens.

E eu aqui, pensando em fazer meu mestrado em Branding Management, num lugar em que a MARCA precisa fazer um bom esforço para atingir a galera e impor seu sentido de status, já que o que conta por aqui, em termo de moda, é o ser e não o ter…

Exposição clássica

23/10/2009

Quem já não leu o clássico “O Pequeno Príncipe” ? Pois bem, quem ainda não se misturou entre os sonhos e fantasias desse personagem terá a oportunidade de conhecê-lo, e quem já conhece o mundo dos sonhos desse clássico da literatura infantil poderá sentir de pertinho as emoções do protagonista.

Começou ontem, em São Paulo, na Oca do Ibirapuera, a exposição “O Pequeno Principe” que é considerada a obra literária mais traduzida e mais lida do mundo, perdendo apenas para a bíblia.São mais de 80 milhões de volumes impressos e traduzido para 160 idiomas.Que sucesso! E as emoções começam desde o ingresso, em forma de passaporte, convidando os visitantes a fazerem uma viagem ao mundo dos sonhos idealizado pelo Pequeno Príncipe.Antes de chegar aos 15 ambientes que retratam alguns capítulos do livro, o público conhecerá uma pequena Paris, onde nasceu o autor Antoine de Saint-Exupéry.

Uma exposição totalmente sensorial onde é possível ver de perto alguns mistérios do livro e descobrir as belezas do mundo, sob a ótica do pequeno major, protagonista da história.Num dos ambientes, as crianças poderão deixar mensagens e escrever nas estrelas, que serão colocadas nos galhos de uma grande árvores (árvore da sabedoria) valores que considerem importantes.A florzinha tão admirada pelo príncipe está lá e quem quiser pegar carona com as aves, com o apoio de uma bola que projeta pássaros holográficos, realize-se! Na obóbada da Oca todos poderão se maravilhar com o espaço sideral criado no livro e encontrar o asteróide B612 – utilizado por nosso personagem para chegar a Terra.Na exposição, além dos capítulos do livro, os visitantes poderão conhecer um pouco mais da vida do autor, onde estarão expostos desenhos, registros e peças de uso de Saint-Exupéry, com mais de 300 peças.

É isso aí! Bom divertimento!

Maine

Michael is back. And This is it!!

22/10/2009

Na próxima quarta-feira, dia 28, acontece a estréia mundial do filme de Michael Jackson, This is it. O documentário fica em cartaz nos cinemas por apenas duas semanas e os ingressos começaram a ser vendidos no último domingo. Uma loucuuura! Eu, claro, já garanti o meu!!

This is It

This is It

O filme traz imagens feitas durante os ensaios para a turnê This is It, que aconteceram em julho, na O2 Arena,  em Londres.

Gente, quando eu estive por lá, em abril desse ano, visitei o lugar. É lindo! Enooooorme! E tudo novinho, recém-inaugurado. Sensacional!! E posso falar? Adoradora de Michael que sou, mas não da turma dos que se tornaram fãs depois que o cara morreu, me dá uma emoção danada só de lembrar o dia que eu conheci a arena. A turnê não rolou, tudo bem, mas eu conheci o local onde aconteceria o graaan finalle da carreira do Michael. E isso (pra mim) já é muito foda. A sensação é boa demaaaaais.

Eu toda feliz na entrada da O2 Arena

Eu toda feliz na entrada da O2 Arena

Ainda bem que Kenny Ortega resolveu usar as imagens e fazer esse filme. A pré-estreia de gala acontece em Los Angeles, no Nokia Theatre, dia 27, mas outras 15 cidades, incluindo Nova York, Rio de Janeiro, São Paulo, Londres, Berlim, Johanesburgo e Seul, tb fazem a pré-estréia simultaneamente. Ao todo são 25 cidades no mundo.

O contrato de US$ 60 milhões para a criação do filme foi fechado entre os herdeiros de Jackson, a empresa AEG Live, que estava promovendo a turnê e ficou com uma dívida DAQUELAS com a morte dele, e a Sony Pictures. E eu GARANTOOOO, se vc assistir o trailer do filme aqui embaixo, vai correr e comprar o ingresso.

As vendas estão rolando no site oficial do filme. Compre AGORA!!

Bjo e This is it!

Aline

A força do hábito

19/10/2009

E aí vai uma caminhada? vamos lá...

E aí vai uma caminhada? vamos lá...

No início do ano aprendi numa aula de Psicologia que o hábito pode ser definido como “uma qualidade estável e permanentemente, boa ou má, que torna a ação fácil”. As autoras, Viviane Galhanone e Leila Cassetari, ainda disseram que para a incorporação de um hábito no seu comportamento é necessário disposição do indivíduo e disciplina.

Pois bem, disciplina é o que me falta! Quero hoje aproveitar essa exposição em blog para me propor um desafio: ter a disciplina necessária para pelo menos três vezes por semana conseguir fazer uma caminhada de meia hora e finalmente começar a ter um condicionamento físico, fazer um exercício físico regular.

Não sei quantos de vocês conseguem se exercitar no dia a dia, mas a questão fundamental pra mim é uma palavra chamada: pre-gui-ça. Isso mesmo. Eu e creio que muitos seres humanos somos em grande parte sedentários por pura falta de hábito, falta de disciplina e vamos admitir preguiça mesmo.

Me lembro com orgulho que durante o mês inesquecível que morei em Barcelona foi tão prazeroso andar pra cima e pra baixo (e andava mesmo, subia ladeiras, ia pros lugares a pé), que de quebra ganhei um super condicionamento físico.

Enfim mas aí a gente volta pra nossa rotina e esquece tudo o que aprendeu, aquele hábito bom que já tinha incorporado  à vida.

Bom, mas como nunca é tarde, me proponho aqui (e o que quero com isso é que me sirva de estímulo e compromisso mesmo) a fazer pelo menos 3 vezes por semana a minha caminhada matinal e um alongamento básico que já deve diminuir e bastante as dores nos ombros e pescoço tão desagradáveis.

Enfim gente, hoje essa é a minha proposta… portanto, que tal sair um pouco da janela e nos mexer, certo?

beijos,

Shirlei Marina