Archive for setembro \30\UTC 2009

A força das redes sociais

30/09/2009
Twitter

Twitter

Oi, galera!! Hoje vou falar um pouquinho sobre a força das redes sociais. Não vou me aprofundar no assunto porque ficaria aqui dias, dias e dias escrevendo, mas como essa semana foi, digamos… peculiar, resolvi falar sobre isso. A maioria de vcs sabe que eu trabalho com R.P.2.0. Essa onda de blogs, Orkut, Facebook, Twitter e outras redes sociais por aí, que me fizeram perceber o quanto esse “mundo” é, sim, real. E por dois motivos, especificamente, resolvi falar nisso hoje:

Motivo 1: A ECA (Escola de Comunicações e Arte), da USP, sentiu que já era mais do que hora de terem uma pós em comunicação digital. Resolveram fazer e eu me inscrevi. E, depois de 358 mil provas, adivinhem?? PASSEEEIII!! Isso mesmo, galera, fui aprovada para a primeira turma de comunicação digital da USP!! Demais, né?! Se quiserem, acessem aqui a lista de aprovados. Assim vcs sentem MAIS orgulho de mim!! Hehehehe!

Motivo 2: Na semana passada, o blog Resenha em 6 dedicou um post ao bar São Bento, na Vila Madalena, em SP. O blog é um espaço dedicado para falar de lugares ou coisas que os blogueiros, neste caso o Raphael Quatrocci, conheceram e quais suas impressões sobre. Até aí tudo bem. O lance é que o cara foi ao tal do bar São Bento (que eu, confesso, não conheço) e foi pra lá de mal atendido. Com direito a chopp quente, mal humor de garçom e tudo mais. Nada mais justo que o cara colocar NO BLOG DELE o que achou do lugar.

Boteco São Bento

Boteco São Bento

É fato que, em alguns trechos, o cara pegou um pouco pesado, falando, por exemplo, que o bar é “o pior do sistema solar”, maaaas se essa foi a impressão dele, tem o direito de falar. Certo? O post repercutiu tanto que chegou fácil aos 1.400 comentários, entre os quais, alguns creditados aos donos e funcionários do bar. Gente, por que “diabos” a equipe do bar foi meter a boca no post do cara??? Se é que fizeram isso mesmo, né?! O lance é que tinham comentários até em tom de ameaça ao blogueiro. Triste.

As ameaças que foram atribuídas aos donos do bar (sim porque… no fundo, no fundo ninguém sabe se foram eles mesmos) só fizeram ouriçar mais ainda a galera, que só não cuspiu na cara dos donos porque (ainda) não dá pra fazer isso pela net. E a briga não parou por aí!! Os sócios do bar emitiram, nesta quarta-feira, uma notificação extrajudicial pedindo que o post fosse retirado do ar. E, sim, isso aconteceu!! A crítica foi retirada.

Agora, o gran finale foi um vídeo que caiu na rede, que mostra, claramente, um suposto gerente do bar (adivinhem qual?) São Bento muito nervosinho. A palavra certa é “barracoooooo”!! O vídeo está aqui. Vejam e tirem suas próprias conclusões. Pra mim, se o blogueiro tinha o direito de xingar o bar, se os comentários são mesmo dos donos do bar e se o gerente do vídeo está certo ou não, eu não sei. O que eu tenho CERTEZA é que um movimento como este nas redes sociais prejudicou, sim, o São Bento. Prova disso é que, dentre os poucos amigos cervejeiros que tenho, pelo menos uns 10 falaram: “lá, eu não piso mais”.
Bjo e me me sigam no Twitter @linene!
Aline

Anúncios

O trem

30/09/2009

trem_45Ontem, ao voltar do trabalho para casa, lembrei-me de um poema que diz que somos como trens. Durante todo nosso percurso pessoas entram em nossas vidas, permanecem durante algum tempo e ficam pelo caminho, nas estações, à medida que suas missões conosco terminam. Algumas deixam ensinamentos, outras deixam boas lembranças e há também quem está apenas de passagem e sai sem ser percebido.

Não me prendo ao passado, acredito que tudo dura o tempo que deve mesmo durar, mas é bom recordar.  Os amigos de infância, os professores da escola, a turma do colégio, o primeiro namorado, personagens que ficaram guardados lá no fundinho da memória e que nos trazem boas sensações quando lembrados.

Resolvi arrumar a gaveta onde guardo tranqueiras antigas e encontrei alguns cadernos com mensagens escritas por amigos da escola. Até algum tempo atrás me perguntava onde estariam essas pessoas, que foram tão especiais para mim em algum momento da minha vida. O fenômeno “Orkut” minimizou essa perda de contato, mas é fato que neste percurso, muitos passageiros que embarcaram e já desembarcaram, ficaram mesmo pelo caminho. Não dá para encontrar quem não quer ser encontrado.  Ainda tenho também uma lista com os nomes e telefones de todos os colegas que terminaram o colegial (hoje, ensino médio) comigo. Na tentativa inocente de preservar o grupo, combinamos na época que faríamos reuniões anuais, mas isso nunca aconteceu. Fico feliz por pelo menos encontrar um ou outro caminhando pelo bairro de vez enquando.

Concordo com o poema ao qual me referi no início do texto. Nossas vidas são mesmo como trens e por mais que a viagem pareça longa, sabemos que é rápida demais. A verdade é que quando chegarmos ao fim da linha e enfim descermos na última estação, teremos apenas nossa vivência e aprendizado de elementos para avaliar se valeu ou não à pena. O resultado da equação depende não apenas de como aproveitamos cada momento, mas também do valor que demos ao que aprendemos com cada passageiro que participou conosco desta jornada.   

Boa semana!

Por Adriana Perroni

Vai um caju aí?

29/09/2009
Direto do cajueiro do sítio do seu Neto - Itapipoca (CE)

Direto do cajueiro do sítio do seu Neto - Itapipoca (CE)

O meu post de hoje nada teria a ver com a questão do título logo acima, mas a terra do caju me inspirou!

Estou em Itapipoca, no Ceará, cidade a uns 140 Km de Fortaleza. Aqui meus amigos é definitivamente a terra do caju! Então em vez de falar de vaidade, o tema que tinha pensado pra essa semana, vou mudar o foco e contar pra vocês um pouco do que estou vivendo aqui.

Vim fazer um trabalho de pesquisa, encontrar personagens… coisa que eu adoro. E entre cajueiros vou aprendendo, conhecendo gente simples, do campo, que sabe o valor da terra e de tudo o que ela produz.

Pois gente, eu descobri que o caju é uma fonte de vitaminas melhor que a laranja! É muito nutritivo, rico em vitamina C e segundo a dona Elaine, um caju por dia supre a nossa necessidade dessa vitamina. A amêndoa da castanha de caju, iguaria tão apreciada, também é fonte de proteínas, ferro e outras coisas.

Aliás, você sabia que a fruta do cajueiro é a castanha e não o caju? rs

Pois eu não. O mais interessante foi também ver como a nossa cultura é rica. Em cada lugar, em cada povo, em cada casa, um pedacinho do Brasil e uma forma toda diferente de comer, falar, se comunicar.

Foi na casa de dona Elaine e seu Juvêncio que descobri, por exemplo, que existe até merthiolate feito à base de caju! Eles passaram o remédio num arranhão que ganhei entre os galhos do cajueiro. Pois é. Isso sem contar na enorme variedade de alimentos feitos a partir do caju: a cajuína, muito conhecida aqui no Nordeste, vem do caju triturado de onde se extrai o suco. Tem ainda rapadura feita a partir de caju, outros doces, biscoito de castanha de caju (que eu mesma provei), licor de caju, macarrão de caju, carne de caju… e segundo dona Elaine ela já fez até lasanha de caju!

Quem diria, eu que adorava tomar meu suco de caju de polpa aí em São Paulo, descobri que o caju pode ser muuuito melhor!

Sem contar que o caju tem importância fundamental pra economia aqui do Ceará. O estado é maior produtor de castanha de caju do país e aqui em Itapipoca, o negócio não é pipoca não rs e sim cajucultura!

Na minha incursão por essa cidade de nome tão distinto também devo dizer que o calor é grande e respondendo a gracinha de alguns amigos, quem nasce em Itapipoca não é pipoqueiro não e sim um cidadão Itapipoquense com muito orgulho! hahaha

É só o nome dessa cidade já inspira alegria… e eu devo agradecer pela hospitalidade. A única coisa que me falta aqui (lembrando que o caju é ótima companhia) é um chuveiro elétrico! Na cidade do caju, chuveiro elétrico é coisa rara, praticamente inexistente. Aqui no meu hotel não tem nenhum quarto com um chuveirinho quente.

Ai ai ai. Pois ontem achei um hotel que tinha apenas um quarto com o tão procurado chuveiro, mas tive que escolher entre internet sem fio e chuveiro quente. Pela comodidade de escrever pra vocês do quarto, onde estou agora, preferi a internet ao chuveiro rs.

Histórias de Itapipoca e da minha vida.

Um ótimo dia! E se puder coma caju hehehe

Delícia de Itapipoca. Caju fresquinho pra você ver. Bonito, não?

Delícia de Itapipoca. Caju fresquinho pra você ver. Bonito, não?

E pra terminar esse post do caju aí vão os versinhos da literatura de cordel feita pelo seu Neto, um poeta sertanejo:

“Deus Divino Protetor / Do poeta brasileiro / Inspira este agricultor / A preparar o roteiro / Para escrever em cordel / A história do cajueiro./ Caju alimento nobre / Do Nordeste brasileiro / Oriento aos amigos / A plantar um cajueiro / Pois seu fruto é conhecido / Quase que no Mundo inteiro. / A cultura do caju / Vem despertando ambição / Gente das bandas do Sul / Está fazendo plantação / Porém o Nordeste guarda / Toda sua tradição. ”

Shirlei Marina

A gente não quer só comida… quer diversão, bebida e FESTAS!

27/09/2009

Todo mundo adora fazer festa! Balada, churrasco com amigos, festa de despedida, festa de aniversário, réveillon, luau, festa de boas-vindas, festa junina, festa de casamento, carnaval, Natal… Enfim, qualquer coisa! O fato é que todo brasileiro adora um bom motivo para comemorar – às vezes, o motivo nem é tão bom assim e, em muitas vezes, nem há motivo; mas isso é o que menos importa, pois o que vale mesmo é o prazer de reunir os amigos, se divertir bastante e depois lembrar com prazer.

Pensando nestas ocasiões, a Smirnoff reuniu um time de peso para nos ensinar passo a passo como transformar uma festinha ordinária em uma ocasião memorável.

O time escalado para escrever no site da Smirnoff conta com a jornalista e escritora Chris Campos, autora do livro “Almanaque Prático das Festas Instantâneas” e do blog “Casa da Chris”, o mixologista Herbie, da Drink Design, o arquiteto e cenógrafo Luciano Araújo, da Ovo Design, e o músico Ricardo Athayde, residente do bar Secreto e integrante da banda Stop Play Moon – que a gente adora!

Churrasco
Se quando escuta falar em churrasco você quase chora só de imaginar aquela gente toda se fartando de beber naquele calor insuportável com aquela música que nem sempre nos agrada e, no final da festa (?), já imagina todo mundo caindo de roupa e tudo na piscina. Está na hora de reformular o seu conceito de churrasco, meu amigo. É… Nós podemos fugir do jeito clássico de fazer churrasco e, para isso, basta buscar alternativas originais, como, por exemplo, trazer o famoso churrasquinho grego para casa, isso mesmo, é só contratar uma pessoa para o serviço.  Nesse caso, os aperitivos devem seguir também o tema grego, bem como a decoração, que vem com tudo clean, como uma viagem ao Mediterrâneo, com redes para descanso e flâmulas brancas para que o espaço entre ainda mais no clima.

Esqueça os churrascos tradicionais

Esqueça os churrascos tradicionais

O churrasco passa a ser então uma opção sofisticada e ao mesmo tempo divertida. Muito diferente do churrasco tradicional e nada parecido com o churrasco grego que vemos nas ruas, hein?! O ponto alto desse evento – que completa a atmosfera grega e facilita a limpeza da louça – pode ser a cerimônia da quebra dos pratos no final. Já imaginou a loucura? Eu acho que ia gostar ainda mais desta parte!

Os drinques devem seguir receitas simples, para serem feitos em grande quantidade e servidos em jarras. Para alegrar o ambiente, nada de tocar pagode, a dica é optar por uma trilha que remeta ao tema, o Karaokê também é uma boa idéia.

Aniversário
Para comemorar mais um ano de vida, a sugestão é que as pessoas entreguem-se sem medo às festas temáticas, que não significam necessariamente à fantasia, como pensa a maioria.

“Maria Antonieta recebe…” é uma excelente opção para as mulheres. Com mesas de doces, decoração com flores, elementos que remetam à monarquia e ao requinte dos palácios.

Maria Antonieta recebe...

Maria Antonieta recebe...

Para os homens, existem opções como “New Orleans”, com referências ao jazz, ou “Atari”, com telões que reproduzam os jogos pelo espaço e alguns videogames para serem jogados.

Para receber os convidados os drinques de boas-vindas podem ser servidos em pequenos copinhos ou em tubos de ensaio colocados em um balde de gelo.

Se opção escolhida foi “Maria Antonieta recebe…”, a dica é fazer caipirinhas tradicionais, mas, na hora de adoçar, acrescentar um algodão-doce inteiro no copo! Já imaginou que divertido? Além de deixar o drinque lindo, ele remete aos volumosos cabelos imperiais. Esse eu quero provar!

Caipirinha com algodão-doce, já pensou nisso?

Caipirinha com algodão-doce, já pensou nisso?

Open House
Que tal colocar os seus amigos para ajudar na decoração da sua nova casa? É exatamente essa a idéia: fazer com que os convidados participem ativamente da decoração ou ainda promover um pequeno ritual de boa sorte.

Se você gosta de grafite e arte de rua, vale convidar um profissional para grafitar um espaço da casa ao vivo durante a comemoração ou pedir para os amigos colarem cartazes lambe-lambe nas paredes. Recados dos convidados também são uma maneira simpática de estrear uma nova casa. Claro, tudo com muito cuidado para estragar o novo espaço!

Grafitar uma parede é uma excelente ideia para os amantes da arte urbana

Grafitar uma parede é uma excelente ideia para os amantes da arte urbana

Se você gosta de misticismo, colocar bilhetinhos de boa sorte em uma árvore posicionada no meio da sala ou encher a porta de entrada com flores, como fazem os japoneses, são formas legais e criativas de atrair bons fluidos. Sanduichinhos em papel de origami, bem-casados e biscoitos da sorte podem ser distribuídos na saída.

Para decorar, bexigas brancas de gás hélio no teto da casa, amarradas com fitinhas do senhor do Bonfim, são ótimas opções para completar os espaços vazios. Os drinques devem evocar boa sorte, com ingredientes como pimenta, romã, uva verde e etc. As frutas devem estar cortadas e disponíveis para que cada um dos convidados faça sua própria combinação. É interessante também pedir para que cada um leve um ingrediente surpresa para acrescentar à sua bebida, sem revelar antes no que ele será utilizado; o resultado pode ser bem surpreendente e divertido.

Luau
Já imaginou fazer um luau dentro da sua própria casa? A idéia é extraordinária!

Basta reproduzir a lua com um telão ou projetor dentro de casa, a fogueira pode ser adaptada com algumas lanternas acesas. Star fix – aquelas estrelinhas que brilham no escuro, podem ser coladas no teto, dando a impressão de uma linda noite estrelada. A decoração vem com muita palha, cangas espalhadas nos móveis e velas, se possível dentro de cocos abertos. Vários Ipods plugados ao mesmo tempo arrematam a atmosfera. Um deles reproduz o som do mar, os outros se revezam entre trilhas havaianas e músicas do Elvis. Um amigo para tocar violão também é muito bem-vindo. Para beber, drinques à base de frutas tropicais ou água-de-coco.

coco

Despedida
Um amigo está indo morar em outro país por tempo indeterminado? Nada de chororô e festinhas clichês. Para fazer uma despedida inesquecível, a proposta é realizá-la em trânsito – isso mesmo, no percurso entre a casa da pessoa que vai viajar e o aeroporto, basta adaptar a ideia para o número de convidados. O ônibus, ou van, pode ser decorado com fotos e lembranças que remetam aos que ficam e mensagens de boa viagem para quem vai. Entre uma música e outra, um ruído de check in ou chamada de aeroporto vai fazer com que todos entrem ainda mais no clima. Uma trilha sonora com músicas de referência ao local para onde vai o viajante também é uma boa opção. Para beber, copinhos fechados com canudinho ou drinques de gelatina com vodca para evitar sujeira e problemas no transporte. A festa ainda pode continuar até o momento do embarque.

Festa
Uma dica de festa diferente é fazer uma comemoração em completo black out. Cada um dos convidados leva de casa uma lanterna, adereços luminosos, roupas fosforescentes, lâmpadas diferentes e etc… Dá pra aproveitar que o fluo tá em alta nesse verão e apostar nele na hora de se vestir, hein?

Para maior integração, todos têm direito a ser DJ por 10 minutos – isso é demais! Já pensou, você tocando as melhores músicas de seu IPod? Levar um vinil de casa também pode ser uma opção, caso o anfitrião seja um DJ, ou existam recursos para alugar a aparelhagem necessária. Os drinques para essa festa seguem o tema com cores fluorescentes ou decoração com adereços que brilhem no escuro. Ao chegar, um back drop e uma câmera fotográfica esperam por todos na porta, assim cada um pode se sentir como uma verdadeira celebridade; a foto pode ser enviada como uma recordação da festa no dia seguinte.

djj

Eu, particularmente, adorei todas as dicas e acho impossível apontar a minha preferida, por isso, quero ser convidado para as festas de cada um de vocês, ok? Haha

Não é difícil tornar uma ocasião comum em algo inesquecível e o bom é que toda essa equipe escreverá sugestões como estas no site Smirnoff, vale a pena conferir! Eu não vou deixar de acompanhar!

Post do convidado

26/09/2009

Oi, galera!! A partir de agora, vamos abrir espaço nesse blog que vcs ADORAM para… vocês escreverem. Isso mesmo! Os domingos estão abertos para os convidados. Quem quiser, só falar com a gente, ou enviar um email para danossajanela@gmail.com que o texto entra aqui. Por issooo, atenção! Se gostarem dos textos, ótimo! Se não gostarem, não temos NADA a ver com isso. Paulada no autor. Ahahaha!

Vanessa Lourenço

Vanessa Lourenço

E o post de hoje é da Vanessa Lourenço. Essa aí da foto. Minha amiga do coração… Nessa, como todo mundo a conhece, pegou um texto que chamou muuuito sua atenção e adaptou para a realidade dela. Enjoy!
Bjo
Aline

MANUAL DA MULHER RESOLVIDA
Vocês saíram e ele não ligou mais?
Foi por que você cedeu? Ou por que não cedeu?
Na verdade, pouco importa.
Se ele estava a fim de sexo e rolou, ótimo!
Sexo é que nem pizza: Bom até quando é ruim…
Mas se você não cedeu, ele provavelmente não procurou mais porque achou que ia dar muito trabalho…
Ou seja, pare de se atormentar porque transou ou não!!!
Se ele se interessou, ele liga! É isso mesmo!
Quando o cara quer, não tem projeto importante, morte de tia ou trânsito maluco que o impeça de convidar você para sair.
Passou uma semana sem ouvir notícias dele?
Esquece, parte para outra (Como diz minha amiga, Line, “Fato!”)!
Ligar para saber se está tudo bem, nem pensar!
Homem perdido merece ser encontrado morto no apartamento e pelo zelador do prédio, porque os vizinhos não agüentam mais o fedor de carniça… (Ui! Mentira..)

Algumas lições
Dar uma de difícil depois de uma certa idade, já era!!! Ridículo mesmo é fazer tipinho!!! E, além do mais, você vai se arrepender de ter cedido e de não ter cedido…
Homens comprometidos: Diga não!!! A relação dele está em crise? Péssimo!!! Só falta oficializar o fim? Ótimo! Se ele quiser continuar infeliz, dane-se! Senão, ele termina de uma vez e, depois, procura você, combinado?
Ouviu aquela clássica: “Você é boa demais para mim”? Acredite, amiga! É mesmo!!!
Descarte o cidadão e pare de bancar a Madre Tereza de Calcutá! Não tente!! Não dá pra namorar um cara pelo qual você não tem um mínimo de admiração.

Traição
Não continue com um cara que te traiu… Você não vai agüentar a onda de ser traída de novo. E olho vivo se ele já foi infiel com outras.
A gente sempre acha que com a gente vai ser diferente… Esqueça!!! Nunca é!!!
E atenção! A fila anda!!! Pior do que nunca achar o homem certo, é viver pra sempre com o homem errado…
Um lema? O homem que não dá assistência abre concorrência e perde a preferência! (Brega, mas serve)
Obs. Quanto se sentir mal com algum relacionamento, não pense que o problema é você ou um psicólogo pode te ajudar! A solução dos seus problemas está em uma mesa de bar com as (os) amigas (os) ou um bofe novo. Siga o exemplo da Madonna, o de 40 está acabando com o seu sono, arrume um de 20 para te deixar beeeem acordada!! Jeeeeesus (Fato! By Line)

Um beijo e boa semana :)
Vanessa Lourenço (Convidada do blog)

O fim de semana é da música!

25/09/2009

Galera, atenção!! Nesse sábado (dia 26) comemora-se nada mais que os 40 anos do lançamento de um dos discos de maior sucesso, da banda de maior sucesso da HISTÓRIA: o Abbey Road, dos Beatles. A faixa de pedestres mais famosa do mundo fica na esquina das ruas Abbey Road com Grove End, em Londres. O cruzamento tem um trânsito movimentado e, ali, fica um conjunto de apartamentos chamado Abbey House (a região é residencial e foi um dos primeiros “subúrbios” de Londres). 

Abbey Road

Abbey Road

Ao lado da Abbey House fica um muro branco cheio de pichações. Ali fica o complexo de estúdios Abbey Road. O local mantém uma webcam ligada durante 24h, apontada para faixa de pedestres. Bacana, né?! Durante 24 horas por dia, a gente pode acompanhar!!  

Agora, bacana mesmo é saber que começou nessa sexta-feira, em São Paulo, a 26ª Expomusic, a Feira International da Música, Instrumentos Musicais, Áudio, Iluminação e Afins. É o maior evento da música da América Latina e tem confirmados músicos internacionais como o guitarrista Michael Ângelo, o baixista e vocalista David Vicent (Evil D) e o músico e produtor Vernon Neilly, além dos nacionais NX Zero, Lulu Santos, Nenhum de Nós, Angra, Madame Saatan e Lipstick, entre outros. Todas as bandas participam com pocket shows ou tarde de autógrafos.

Expo Music 2008

Expo Music 2008

A Expomusic acontece no Expo Center Norte e vai até domingo (dia 27), das 13h às 21h. A programação completa vcs encontram no site http://www.expomusic.com.br. Galera, os R$15 que se pagam de entrada são muito bem gastos, principalmente para quem se interessa por novidades em instrumentos e equipamentos.

Bjo, Aline.

Expomusic: dias 25, 26 e 27 de setembro – aberto ao público – 13 às 21 horas
Onde: Expo Center Norte Pavilhão Vermelho – Rua 4/G/H ( estande da SLM Brazil) Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme – São Paulo – SP – Brasil
Ingressos: R$ 15,00
Informações ao público: (11) 2226.3100
http://www.expomusic.com.br

Em uma sexta-feira…

25/09/2009

O sol passou a brilhar todos os dias, alheio às previsões meteorológicas. A noite anterior foi uma das melhores noites dormidas de toda a gestação. Uma festa estava programada e o sábado já estava comprometido com as tarefas de casa.Tudo besteira.O primeiro sinal se manifestou e lá iniciava uma avalanche de sentimentos.Desespero invadindo o corpo, o medo, a insegurança, a felicidade, a consciência de que algo muito incrível aconteceria e que certamente mudaria TUDO!

Minha mãe estava ao meu lado, como sempre. Correria ao telefone com o Lindinho que estava à caminho da Marginal, ligações para minhas irmãs, antes de qualquer especialista e por último orientação com a médica de todo o período. Segui para o consultório e após avaliação, fui liberada para seguir para maternidade. No caminho, mãe e sogra no carro. Lindinho mudo, ultrapassando o que via pela frente com o giroflex no carro. Uso ilegal, todos sabem. Mas era necessário!Eu precisava chegar ao hospital e nenhum imprevisto poderia ser enfrentado. Mesmo tranquila e com dilatação sobre controle, corremos muito, à medida que o trânsito de São Paulo permite.

No hospital, a insegurança inicial por não ser a médica que acompanhou o processo. Sentimento excluído minutos depois de conhecer o médico de plantão. Me senti muito bem e tranqüila com a equipe que nos atendeu.O Lindinho também.Exames, espera, tensão.Ligações e mensagens para os amigos.É muito bom dividir momento especiais com quem amamos!

A partir de um momento era só eu, o Lindinho e o Barrigão. Depois de aguardar na sala de pré-parto, umas duas horas se passaram e fui para a sala de parto. Não sei explicar mas algo me deixava muito tranqüila.Acho que mentalizei sempre coisas boas durante a gravidez e não poderia fazer diferente no momento mais crucial.Aquele era o momento de mostrar equilíbrio e de fazer o melhor para que o presentinho não fosse prejudicado.É um momento delicado onde tudo pode acontecer.Eu era a tranqüilidade materializada.A equipe médica não acreditava que eu estava prestes a dar à luz e de parto normal.Foi realmente inexplicável, meu corpo e mente estavam preparados e na hora, deu certo.Algumas contrações depois, e cerca de quatro grandes forças, ele chegou.Um pacotinho lindo me foi entregue nos braços! Logo falei: ”Seja bem vindo meu amor!”O beijei, trocamos o primeiro olhar, o primeiro cheiro e ali, tudo começou. O sentimento mais incrível que eu um dia nem poderia imaginar existir, teve início.

Como passou rápido! Às 15h48, numa sexta-feira, 26 de setembro de 2008, um pacotinho, chamado Pedro, me foi entregue. Denomino assim pois parecia, ou melhor, era uma pacotinho de presente, embrulhadinho num rolinho, lindo!

Hoje, há quase um ano depois só posso dizer que sou abençoada por poder viver essa relação incrível que é Ser Mãe.

 

Ser mãe é desdobrar fibra por fibra o coração!

Ser mãe é ter no alheio lábio que suga, o pedestal do seio, onde a vida, onde o amor, cantando, vibra.

Ser mãe é ser um anjo que se libra sobre um berço dormindo!É ser anseio, é ser temeridade, é ser receio, é ser força que os males equilibra!

Todo o bem que a mãe goza é bem do filho, espelho em que se mira afortunada, luz que lhe põe nos olhos novo brilho!

Ser mãe é andar chorando num sorriso!Ser mãe é ter um mundo e não ter nada!Ser mãe é padecer num paraíso!

 

O poema acima foi escrito por Coelho Neto e expressa muito bem essa nova função que desempenharei até o meu último suspiro.E vai mais uma vez a dica – Sejam mães!

 

Beijo e bom fim de semana!

 

Maine

Vai um pint aí?

23/09/2009

250 anos!! É isso mesmo! Hoje é aniversário de 250 anos da cerveja mais conhecida do planeta: a Guinness. E para comemorar, acontece daqui a pouco, às 17h59, no O’Malley’s (o pub irlandês mais antigo do Brasil e onde foi tirado o primeiro pint da cerveja por aqui) um brinde em homenagem a Arthur Guinness, fundador da marca.

Guinness

Guinness

Além do O’Malley’s, outros bares de São Paulo têm programação especial nesta semana. O Drake’s Bar também comemora o aniversário da bebida com um brinde simbólico, às 17h59, e os clientes podem tomar o sorvete de Guinness, criado pelo chef australiano Greigor Caisley.  A música fica por conta da banda de rock (pasmem!) Duo Dheno. Já no All Black, a programação conta com promoções, decoração especial e show com a banda Ghizzi & Cia. Rock. Tudo isso além dos petiscos feitos com a cerveja irlandesa.

Sorvete de Guinness do Drake's Bar

Sorvete de Guinness do Drake's Bar

As comemorações acontecem por todo o mundo. Hoje, uma festa comandada por artistas como Black Eyed Peas e Soul II Soul movimentam a cidade de Dublin e um brinde em homenagem a Arthur Guinness, acontece as 17h59 (de cada fuso) em todo o mundo. Eventos em cidades como Nova York, Lagos (na Nigéria) e Kuala Lumpur (na Malásia) completam o aniversário.

250 anos pelo mundo

250 anos pelo mundo

História
Guinness começou a ser fabricada em 1759, no coração de Dublin, em St. Jame’s Gate. Arthur Guinness assinou um contrato para uso do local pelo valor de £45 por ano. Dez anos mais tarde, em 1769, as exportações começaram e a primeira remessa (6,5 barris) foi enviada para a Inglaterra. Até hoje, a cerveja é produzida com a mesma composição: malte irlandês, água de Dublin, lúpulo e levedura. O malte é torrado, o que dá a coloração típica e o paladar tostado que equilibra o amargo do lúpulo e a doçura do malte. A espuma, graças à mistura com nitrogênio, é cremosa e inconfundível.

Curiosidades
– Em Dublin, toda vez que alguém fala sobre Guinness, alguém grita: “Raise a glass to the memory of Arthur Guinness”, algo como “faça um brinde a Arthur Guinness”.
– Um pint de Guinness nada mais é que um copo de 568ml.
– No mundo, 170 mil pubs consomem 10 milhões de pints diariamente, o que resulta em 120 pints por segundo!!
– Atualmente, a Guinness é comercializada em 155 países, tem 56 fábricas e 80% de participação no mercado mundial de cerveja Stout.

"The Temple Bar", famoso pub de Dublin.

"The Temple Bar", famoso pub de Dublin.

E é isso! Aproveitem o dia e corram tomar uma Guinness. Eu só estou esperando dar sete da noite!

Bjo
Aline

 

Informações:
http://www.omalleysbar.net
http://www.drakesbar.com
http://www.allblack.com.br

Sobre ser alguém melhor!

22/09/2009

Textos e pensamentos não envelhecem! Por isso hoje vou repetir aqui algo que já escrevi no meu blog pessoal, mas que certamente vale pra hoje, ontem e amanhã! Espero que gostem.

A cada dia, todos os dias, eu tento, procuro ser uma pessoa melhor. Melhor comigo e com os outros. Ter bons sentimentos, cultivá-los, dar atenção a quem merece e está sempre ao nosso lado.

Mas por vezes me frustro por não conseguir tanto assim. Por muitas vezes somos tomados por sentimentos como raiva, egoísmo, ciúmes, inveja, indiferença, e tantos outros que conhecemos. Infelizmente ou felizmente, a cada dia eu percebo e reconheço que sou humana.

E a possibilidade de errar e poder consertar ou tentar de novo já é bastante acolhedora, mesmo sabendo que eu posso cometer os mesmos erros novamente, que eu posso sentir tudo isso novamente, que eu posso não agir muitas vezes como eu gostaria ou como os outros gostariam.

Li uma vez no blog do meu irmão que diariamente precisamos repetir a frase “tudo é possível”, como se fosse um mantra, uma demonstração de fé. E concordo plenamente. Quantas idéias não sairiam de nossas cabeças e seriam colocadas em prática se acreditássemos nisso? O quanto não poderíamos realmente ser pessoas melhores percebendo que diariamente é possível renovar, criar, tentar outra vez?

Eu mesma me perco nos inúmeros projetos, idéias que tenho e que param no meio do caminho por preguiça mesmo ou até por essa falta de acreditar.

E acho que para sermos pessoas melhores precisamos realmente acreditar que tudo é possível: é possível ser mais atento, mais consciente, mais disciplinado, menos egoísta, mais disposto a ajudar os outros… resta saber o quanto estamos dispostos a nos esforçar. Você está disposto?

Shirlei Marina