Archive for março \31\UTC 2010

Bebeu? Cuidado para não assinar os papéis.

31/03/2010

Vocês lembram que eu falei aqui sobre um dos filmes mais engraçados que eu assisti nos últimos tempos? “Se Beber, Não Case” foi o filme que mais me arrancou risadas (perdendo só para “Queime Depois de Ler”). E não é que hoje eu tive uma notícia sensacional?!!

Sim, a sequência do “Se Beber, Não Case” foi confirmada hoje e as gravações serão feiras em novembro deste ano. Também, com o sucesso que foi o filme, não tinha como a Warner Bros não dar continuidade. A história dos amigos e padrinhos de casamento que resolvem fazer a despedida de solteiro numa noitada DAQUELAS em Las Vegas, foi um dos maiores sucessos de bilheteria nos EUA, em 2009. É muuuuito bom!!!

O filme, que custou US$35 milhões e arrecadou (pasmem!) US$467milhões na primeira versão, ainda vendeu mais de oito milhões de cópias em DVD vendidas em menos de UM MÊS!!!

Se Beber, Não Case

E desta vez, a história é bem diferente. Só os atores (Zach Galifianakis, Bradley Cooper e Ed Helms) devem receber cerca de US$5 milhões, cada um, e o diretor algo em torno de US$10milhões. Em 2009, o dinheiro recebido pelo trio de atores não chegou a US$1 milhão. É mole???

Nada sobre o roteiro do novo filme foi divulgado ainda, mas já fala-se até que os personagens estarão perdidos na Tailândia ou no México. E se for no México, vai ser hilááário. O filme ainda não tem data de lançamento, mas se vocês ainda não assistiram ao primeiro filme, aproveitem. Com certeza, vão querer rever algumas vezes, antes da estreia do segundo. Eu, pelo menos, já vi e revi. #recomendomuito

E é isso aí, galera.

Bjo grande e boa Páscoa pra vocês!!

Anúncios

Pílulas do dia

30/03/2010

Bom dia queridos!

1) Entre tantas coisas pra dizer, como sempre, hoje resolvi misturar assuntos. Pra começar quero mais uma vez falar sobre nós mulheres. Aliás acho que tô numa fase assim muito “mulherzinha” rs, prestando atenção em mim mesma.

O fato é que li se não me engano na revista “Serafina” de domingo que nós mulheres temos toda a capacidade de sermos estilosas, ligadas em moda, e ainda dar conta de todas as tarefas diárias: trabalhar, cuidar da casa e blablabla. Bom acho que até pela idade que vai chegando rs (a propósito segunda que vem fico mais velha viu gente!), tenho cada vez mais pensado no quanto de coisas nós mulheres podemos e efetivamente fazemos! Somos mulheres, trabalhamos, sentimos mais do que eles normalmente, e temos que dar conta de tanta euforia e fúria ao mesmo tempo!

Sem contar que isso já li e é comprovado cientificamente: quando a mulher se torna mãe, ela fica mais inteligente! Isso porque ela precisa ter o raciocínio mais rápido pra assimilar tantas novas funções e conhecimentos. E olha que mais uma vez damos conta do recado. Resumindo somos o máximo! hahaha

2) Agora mudando da água pro vinho quero fazer um comentário sobre o julgamento e fim do caso Isabella Nardoni. Hoje ouvindo a Jovem Pan, o comentarista disse algo que me fez pensar: primeiro parabenizou a justiça brasileira que pela primeira vez, mesmo sem a confissão dos réus, conseguiu tecnicamente provar a culpa de Alexandre e Ana Carolina Jatobá. A nossa perícia funcionou, caso raro no Brasil até então! Entretanto, mais uma vez, a imprensa espetacularizou o episódio… e fez do julgamento um grande circo. Esse é mesmo o nosso papel? Certamente não. Portanto fica a questão para pensarmos.

beijo grande e boa terça!

PS: eu adoro receber parabéns, então lembrem-se na próxima segunda que a queridinha aqui vai ficar mais velha!!!

Shirlei Marina

Moda militar

28/03/2010

Não é de hoje que elementos da cena militar aparecem nos cantos mais fashions. Sem falar que, quem consegue se esquecer o figurino das paquitas da Xuxa? Pois então, é exatamente assim que a moda vai e volta.

Franja nos ombros? Super atual! Troque as botas brancas por uma ankle boot e corra para as pistas.

Há algumas estações as jaquetas militares começaram a ressurgir de fininho nas passarelas mais bombadas da moda. Balmain, Marc Jacobs e muitos outros trouxeram de volta a “moda militante” e, dessa vez, nada de caras pintadas. Hehehe

Nos editorias de moda: Raquel Zimmermann veste a coleção de inverno 2009/2010 da Balmain

Nas ruas: Rihanna combina a jaqueta militar, também Balmain, a um shortinho branco. Paquita feelings?

Nas passarelas brasileiras, a moda militar apareceu inúmeras vezes nas últimas semanas de moda (São Paulo Fashion Week e Fashion Rio). E, ao que tudo indica, o nosso inverno terá um ar regrado e bem sisudo. Tudo o que a moda militar propõe.

Editorial da Criativa: Jaqueta militar do Reinaldo Lourenço

Os calçados do inverno 2010 também vêm cada vez mais pesados, isso sem falar dos Dr. Martens – tudo fazendo alusão aos quartéis militares.

E aí, será que essa moda pega?

Retrato fiel

28/03/2010

São extamente 3h40 da madrugada. Ai no Brasil são 23h40, portanto ainda é sábado para postar, right? Hoje trabalhei 9 horas no pub, ou seja, 9 horas sem sentar e correndo prá lá e pra cá dentro do bar. A noite foi agitada, o que é bom, banda boa, consequentemente, música boa, bate- papo e um drink depois do lerê todo…

Eu queria escrever um post de verdade, mas estou cansada demais para contar um monte de coisas que ando vendo por aqui… Mas esse não deixa de ser um post de verdade, já que me prontifiquei a colocar aqui a minha rotina e tudo o que ando vivendo de diferente em terras britânicas, eu acho. Esta sendo assim, uma correria. Essa semana tive prova, passei! E segunda-feira, começo a ter aula de manhã. Vai ser punk, pois não pretendo deixar o trabalho na loja, pois terei a tarde para estudar. Irei chegar uns 10, 15 minutos atrasada todos os dias, mas acho que não vou ter problema.  Assim terei minhas tardes livres para estudar e comecinho da noite, nadar. Vou começar a fazer natação aqui perto de casa. Perder uns quilinhos pro verão que está chegando, refrescar a mente depois de estudar e me manter ocupada. Ando precisando me manter ocupada…

Outra novidade  é que fui convidada para um casamento. Vou saber como é uma casamento inglês e como é a festa deles. Uma menina que trabalha comigo no pub vai casar e me convidou. O presente vai ser dinheiro para Lua de Mel. Até julho consigo juntar um dinheirinho para dar uma graninha legal de presente. Mas adoro a idéia de ter que escolher vestido, sapato e cabelo!

Agora faltam exatamente 5 minutos para as 4h e amanhã acordo às 5h pois vou para Norwich e na volta se der certo, passaremos por Cambridge. O bom é que me deixarão dormir no carro, se eu conseguir. Sim e hoje começou de verdade o horário de verão…

E desculpem pelo texto “meu dia de hoje foi”… Mas por hoje é só…

Beijos e até semana que vem.

Cine pipoca!

26/03/2010

Dica de filme para o final de semana.Super dinâmico,com excelentes atuações e cenas engraçadíssimas.É o filme Mulher Invisível, com Selton Mello e Luana Piovani nos papéis principais e grande elenco.Resumindo,para não perder a graça,a história é assim.

Após uma desilusão amorosa, Pedro(Selton Mello) ,super romântico, acredita ter encontrado a mulher ideal:Amanda(Luana Piovani),dedicada e bela vizinha.Ao mesmo tempo, seu amigo(Vladimir Brichita), pragmático, não acredita em amor e o desencoraja a investir numa relação  com uma mulher que ninguém conhece.Mas Pedro está apaioxonado e nem dá bola pro amigo. E ela é realmente linda e perfeita! Pelo menos até Pedro começar a desconfiar de que ela pode ter um único e terrível defeito.Mas vocês terão que assistir para descobrir.Vale muito à pena!!!

Vejam um pedaçinho do filme.

Bj e bom final de semana

Maine

The Blind Side

24/03/2010

Esta semana fui ao cinema assistir “The Blind Side” (aqui no Brasil “Um Sonho Possível), com a Sandra Bullock. Um dos filmes que mais me emocionaram nos últimos tempos. Juro pra vocês, sinto uma pontinha de inveja da personagem da Bullock, tamanho coração que ela tem.

A atriz esta muuuito bem no filme, no papel de Leigh Anne, uma perua pra lá de engraçada, que trabalha como decoradora, em Memphis, EUA. Não sei se merecia meeeesmo levar o Oscar. Eu, particularmente, torcia pela gordinha, do filme “Preciosa”, maaaas uma série de fatores levam a estatueta até Sandra. A academia meio que devia isso pra Sandra e, agora, é dela e ponto.

Leigh Anne invadindo o campo de treinamento: uma das cenas mais engraçadas do filme.

O lance é que eu resolvi escrever sobre o filme, não por causa da atriz. Mas por causa da história em si. Não sei se todos sabem, mas o longa conta a história (real) do jogador de futebol americano do Baltimore Ravens, Michael Oher (interpretado por Quinton Aaron), um jovem negro vindo de um lar destruído, que é ajudado por uma família branca, liderada por Leigh Anne, que é a pessoa que mais acredita no potencial do garoto. Com a ajuda do treinador de futebol da escola e de sua nova família, Oher tem de superar diversos desafios, o que muda a vida de todos a sua volta. Principalmente a de Leigh Anne. Falando assim, parece uma história besta de assistencialismo piegas, mas não é. Juro. Aliás, há algum tempo eu não assistia um filme tão emocionante assim e que falasse tão profundamente do sentido da palavra “família”. Ou melhor, o verdadeiro sentido das palavras “mãe” e “família”. Dá vontade de chorar só de lembrar.

Leigh Anne e Michael conversando em frente à lavanderia: uma das cenas mais emocionantes do filme.

Vale muito à pena, galera. Fica aqui minha dica de cinema. Ah! Destaque para S.J., o irmão mais novo da família. O menino manda muito bem, como “assessor do irmão adotivo”.

E é isso.
Um beijo. Fui.

Diferenças de gênero: Masculino X Feminino

23/03/2010

Gente, li uma entrevista na Folha de S.Paulo no domingo que não posso deixar de comentar aqui com vocês.

A psicóloga evolutiva (“que busca entender a mente humana no contexto da evolução”) Susan Pinker, professora da Universidade McGill, de Montréal, considera que há diferenças naturais, biológicas entre homens e mulheres que são determinantes no comportamento.

Vou explicar: deixando o feminismo de lado, ela sugere que nós não precisamos estar à altura dos homens com relação à cargos, salários, essa competitividade maluca de hoje. Isso porque simplesmente somos diferentes; segundo ela, “estamos forçando mulheres a assumir cargos e trabalhos nos quais boa parte delas não serão felizes, talvez como executivas ou engenheiras”.

É claro que toda a regra tem exceção. Mas eu realmente me identifico muito com essa linha de pensamento. Hoje estou muito mais preocupada com os meus sentimentos em relação à vida, ao que eu quero, e aí até entra o trabalho, mas não de uma maneira exagerada, querendo apenas ganhar muito dinheiro e entrar nessa roda de competição.

Bom vejam o que ela diz: “Para as mulheres, a vida não é apenas trabalho, salário e promoções, ao contrário do que pensam muitos homens, que acham que tudo isso vale a pena quando compram um novo carro. Incomoda a muitos deles pensar que outras pessoas estão ganhando mais dinheiro, que moram em um lugar mais legal. São mais competitivos, gostam mais de assumir riscos. Não todos, mas eu diria que 75% dos homens são assim”.

Então, que tal? Concordam?

beijos e um bom dia!

Shirlei Marina

Sapatos… ousados!?

21/03/2010

Se no quesito “roupas” os críticos de moda clamam por inovação, quando se fala em calçados o buraco é mais embaixo. Aliás, já falei sobre a importância dos sapatos aqui e todo mundo sabe que eles podem salvar ou destruir uma produção inteira.

Quem não se lembra dos “armadillos” do último desfile de Alexander Mcqueen? Sim, são os mesmos que Lady GaGa usou no clipe de Bad Romance. Estive pensando sobre isso ontem… será que, algum dia, veremos esses sapatos nas ruas?

Lady Gaga, em BadRomance, com a nada discreta ankle boot de Mcqueen

Olha, vou confessar que adorei tanto que, se eu fosse mulher, eles já seriam o meu mais novo sonho de consumo – e mais caro também, afinal, após a morte de Mcqueen, suas peças passaram a valer fortunas.

O último desfile

Os Armadillos – ou Lobster Claws, medem exatas 12 polegas, ou seja, 30.48 cm! É um sapato que leva qualquer mulher às alturas, literalmente.

Vertigem só de olhar? Acho chic.

Um scarpin “normal” parece miniatura do lado do Armadilo

A Vogue.UK testou a ankle boot de Mcqueen e, pelo o que relataram no blog, não conseguiram sair à rua e ainda disseram não saber como as modelos agüentaram até o final da passarela. Será exagero?

Ninguém conseguiu se equilibrar e sair da redação da Vogue.UK com o Armadillo

Mas, calma, os sapatos mais inusitados dos desfiles internacionais da temporada de verão 2010 não são os do Mcqueen. Sabe quem levou o posto, na minha opinião? A Miu Miu, vejam só:

Eu olho, olho e olho e não consigo entendê-los. O que é essa almofadinha até o tornozelo? E esse salto? Aliás, que salto?

Alguém discorda que estes são os mais inusitados?

Perto de tantas… novidades, os sapatos apresentados por nossa Glória Coelho, na passarela de verão 2010, parecem super normais, né? E as babuches da Chanel? Quem as estranha, quando lembra dos sapatos da Miu Miu?

As botas de Glória Coelho viraram as coisas mais comuns do mundo

E aí, quais desses sapatos vocês usariam? Será que alguém daqui saíria com um armadillo às ruas? Eu pago para ver!

Marcos – @rabiscando

God Save Mcqueen

u olho, olho e olho e não consigo entendê-los. O que é essa almofadinha até o tornozelo? E esse salto? Aliás, que salto?

Castelo de Windsor, Stonehenge and Bath

20/03/2010

Olá!

Semana passada estava bem sem assunto, mas hoje quero contar da viagem que fiz no dia 14, domingo passado.

Acordei cedo, arrumei a mochila com água, alguns cookies para comer de manhã  no caminho, pois só tenho fome a partir das 9h da manhã, coloquei a máquina fotográfica e o óculos de sol e fui para o terminal rodoviário (Victoria Coach Station). Lá encontrei o Gui e a Rie, meus amigos de sala e entramos no ônibus. Não vou contar que demorei uns 15 minutos para a achar a Rie, já que eu estava na frente do Starbucks da estação de metrô e ela na frente do Starbucks do terminal rodoviário, mas tudo bem… =)

Saímos às 8h45 da manhã e nunca na minha vida tinha viajado com uma guia que ia explicando tudo a sua a volta e mais um pouco, sobre o local que você ia visitar, durante o caminho todo. Sempre fui daquelas que coloca o guia e a passagem na mochila e sai andando e eu organizo os lugares onde quero visitar. Mas foi bem legal, pois é bem cômodo e você acaba sabendo histórias, na verdade detalhaes, que nenhum outro guia, por mais completo que seja possa ter. Na verdade, ao invés de ir conversando com o Gui e com a Rie ou capotado (no sentido dormir da palavra) um pouquinho durante o trajeto, fomos ouvindo palavra por palavra do que a nossa guia nos explicava e eu felizona porque estava entendendo como se estivesse ouvindo em português! O primeiro lugar que paramos foi o Castelo de Windsor, seguidos de Stonehenge e Bath.

Castelo de Windsor

Castelo de Windsor

A casa de veraneio da familia real. Um castelo daqueles bem medievais e gigantes! Muitos reis e rainhas passaram por lá, mas é nitida a influencia que a Rainha Victoria teve no seu reinado, pois foi uma das rainhas que mais modernizou e desenvolveu a Inglaterra com o seu marido Albert. Muitas estátuas dela demonstram o seu prestígio dentro daquele castelo.

Logo que chegamos fomos informados que a Rainha Elizabeth estava no castelo, por causa da bandeira amarela que estava hasteada. Quando ela não está lá, uma bandeira azul e vermelha fica no lugar da amarela. Mas é lógico que não tivemos a chance de dar um oizinho para a Bethinha, como diz uma amiga minha.

Bandeira amarela hasteada - Queen in the house!

Guardinha real, que mais parece um boneco...

A castelo possui uma infinidade de salas e aposentos e uma coleção invejável de obras de arte. E que luxo minha gente! Uma pena não ter podido tirar foto lá dentro, mas é uma luxúria que se você não vê, não consegue imaginar. É de ficar estarrecido com tanta riqueza e beleza, mas que ao mesmo tempo dá uma raiva de saber que ainda existe fome no mundo… Com tudo aquilo,o mundo poderia tranquilamente viver sem pobreza, eu digo e repito sim, o mundo! Mas enfim, quem sou eu para me revoltar? São os inglêses de sustentam essa vidinha “marrô meno” da rainha e eles não se revoltam…

Ficamos tanto tempo lá dentro, encantados com tudo que vimos e prestando atenção no guia eletrônico (gravadorzinho), que quase perdemos a hora da saída do ônibus e consequentemente, estragaríamos todo o resto do passeio. Corremos, corremos, corremos e chegamos a tempo da guia fechar a porta do ônibus. Que desespero!

Stonehenge

Stonehenge - amazing!

Esse lugar realmente é um mistério. São umas pedras gigantescas, que pesam toneladas, dispostas de uma forma inexplicável e no meio do nada! Sim, ninguém sabe porque aquele local foi o escolhido pelos Duídas, ETs ou ansiãos anglosaxões. Isso porque existem muitas lendas sobre a montagem do “monumento”, mas ninguém sabe ao certo quem o construiu. Mas o lugar é mágico mesmo. De uma imponência… Aquelas pedras gigantes equilibradas há milhões de anos encima de outras pedras gigantes. Quem chega lá não consegue segurar a interjeição que sai da boca sem querer: ” uowwwwwww!!!!”.

Ficamos lá uns 45 minutos, tempo suficiente para dar a volta. Compramos um lanchinho natureba e entramos no ônibus de novo…

Bath


A cidade mais linda da Inglaterra. Mesmo sem ter conhecido todas, eu tenho certeza que é a mais bonita.A cidade tem uma arqueitetura diferente, inteira branca e não tem nada daqueles tijolinhos típicamente ingleses. A cidade é florida e com o sol que estava, deixou a cidade mais simpática do que devia na verdade ser. As pessoas são bonitas e de domingo ela é bem turística. Cheia de artistas de rua, as lojinhas e os restaurantes abertos à dão uma aurea nada inglesa, diria eu. Como foi uma cidade formada por italianos, no império Romano, a cidade tem até uma versão da Ponte Vecchio de Veneza. Eu, nem preciso dizer, que fiquei fascinada com tudo, porque não há lugar mais bonito que a Itália no mundo.

O ônibus parou atrás de uma abadia toda barroca, mas que estava fechada para visitação. E logo entramos numa das Casas de Banhos do Império Romano, que era um lugar de tratamento estético e ao mesmo tempo, sagrado e de purificação.

Na saída, demos uma volta na cidade e comemos mais um lanche, dessa vez uma baguete! Mas a cidade tem tanta coisa para ver que eu terei que voltar. Queria ter ido no Museu da Moda, em que você pode vestir os vestidos da época medieval! Mas fica para a próxima. Com certeza vou querer voltar lá no verão.

O tempo foi bem generoso com a gente, pois fez um sol lindo, apesar do frio. Na volta, consegui dar uma dormidinha e chegamos em Londres por volta das 19h30. Fui de metrô para casa e me preparei para no dia seguinte para acordar as 5h da matina.