Archive for 24 de abril de 2010

Me perder, para me achar…

24/04/2010

O calor me faz sentir em casa. Tenho andando bastante por Londres nessas tardes ensolaradas. Descubro bairros que não conhecia, feirinhas, lojinhas, praças e parques e cada vez mais, me sinto parte disso aqui. Os lugares passam a ser familiares e eu adoro ser parada por turistas para dar informação. Adoro me perder e me achar com minha câmera fotográfica na mão e meu fone no ouvido.

Outro dia, depois da aula, fui com uma amiga ver uma exposição de fotos em Liverpool Street, bairro underground de Londres, cheio de grafites nos muros (adoro!), mas que à noite é meio barra pesada. Vimos uma exposição sobre um fotógrafo especialista em capas de discos de bandas famosas. Foi ele quem criou acho que todas, se não a maioria das capas do Pink Floyd.
Mas saindo de lá, minha amiga tinha que voltar para a casa dela para trabalhar e eu me perdi tentando achar um ônibus que fosse para o centro e de lá, pudesse pegar o outro ônibus que vai para a minha casa. Mas não achei e como a tarde estava gostosa, com um solzinho bom, sai andando até achar algum ônibus com alguma rota que eu conhecesse. Passei pela Tower Bridge, daí passei pela Saint Paul Cathedral (aquela em que a Lady Dy casou), daí passei por algumas estações de metrô que nunca tinha passado e que nem sabia que saiam lá. Andei olhando a arquitetura dos prédios, as pessoas engravatadas e de terninhos, correndo apressadas no centro empresarial da maior cidade da Europa… E eu andando descompromissada pela cidade, lembrei que há um ano era eu quem corria como eles pra lá e para cá, com saudade de aproveitar uma tardes de sol no meio da semana. Passei 7 anos nessa correria, que as vezes, tenho que confessar, sinto saudades… Me senti de férias.

Sem procurar muito, achei um ônibus que ia para a Trafalgar Square. Sempre ela… Fui para lá e de lá passei pela margem do Tâmisa, vi a London Eye e o Parlamento do outro lado da margem do rio e voltei para andar pela Regent Street (rua das lojas mais famosas do mundo), passei pela Oxford Street que é onde trabalho de manhã e de lá fui andando até Tottenham Court Station, onde tem o Dominium, Teatro com uma grande estátua do Fred Mercure. Quem conhece Londres, sabe de onde estou falando. Daí, ainda me perdi um pouco pelo bairro Mayfair, passei pela China Town e fui parar em Convert Garden, que é um dos bairros mais charmosos de Londres. Achei a loja que estava procurando como que de surpresa e voltei feliz para casa – de ônibus, já umas 8h30 da noite, cansada, cansada. Tomei um banho demorado, fiz a lição de casa, li um pouco do “Eat, Pray and Love” – que me faz um bem – e capotei para mais um dia seguinte de trabalho e escola.

***

POLÍTICA

PS: Os ingleses estão em tempos de eleição para Primeiro Ministro. Gordon Brown vai mal, muito mal… Mas tem um dos candidatos de um partido quer banir a entrada de muçulmanos no país… Já já serão os latinos, os do leste europeu e por ai vai… Dai Londres pára, porque essa cidade é movida por imigrantes… Cheiro de fascismo no ar… Vou ficar de olho em quantos votos esse cara vai ganhar…

Dá uma olhada na notícia:  http://www.abc.net.au/news/stories/2010/04/24/2881853.htm?section=justin

PS2: e eu aqui rezando para o Serra não ganhar, mas também, sem saber em quem eleger como opção de ‘menos pior’… Conversando com uma amiga coreana essa semana, num almoço no parque, ouvi que para os coreanos o povo brasileiro é muito batalhador e que o Brasil é o país do futuro e ela não entende porque a gente não melhora e vai para frente… Pois é… Eu disse que estamos bem melhor do que há 10 anos, mas que nosso problema é a corrupção. Se o dinheiro que devia ser destinado para saúde, educação, saneamento básico, manutenção da cidade, pobreza, etc… fosse mesmo parar onde deveria, estaríamos bem melhores. Ela finalizou a conversa: o Brasil tem que escolher um presidente que ame o Brasil… Pois é minha gente, qualé a opção????