Você é o que você come – e seu filho também!

by

Como mãe de primeira viagem, tenho fome por novidades relacionadas ao crescimento e desenvolvimento dos bebês e crianças. Mas tenho muitas dúvidas, como qualquer ser humano, claro! Portanto, por algumas sextas-feiras, escreverei sobre alimentação, sono, brincadeiras, idade escolar e dicas que permeiam a vida dos pequenos para conseguir esclarecer e dar dicas sobre os temas que tanto nos deixam com dúvidas na hora H!

Hoje quero falar sobre alimentação. Já disse em outros momentos que somos nós, pais, que definimos a rotina e os hábitos saudáveis de nossos filhos. Portanto, a alimentação correta só depende de nós, do que apresentaremos aos nossos filhos até que eles se acostumem com o alimento e passem a gostar. Afinal, depois do período de aleitamento materno exclusivo, a introdução correta dos alimentos vai definir e muito, a preferência e gosto pelos alimentos nutritivos. É preciso começar pelo básico: oferecer comida de boa qualidade quando nossos herdeiros ainda são bebês. Os nossos maus hábitos só prejudicarão a saúde deles. E não é isso que queremos, certo?

Um estudo da Sociedade Brasileira de Pediatria, com crianças das classes A,B e C de São Paulo, Curitiba e Recife, acompanhou a alimentação das crianças por sete dias para saber o que estão comendo. Surpreendente!A família brasileira está oferecendo alimentos cheios de gordura, açúcar, sal, corante e outros aditivos alimentares para bebês com quatro meses de vida. Um absurdo!

Separei algumas dicas sobre alimentos que devemos e que não devemos dar aos nossos pequenos.

PEIXE: Somente a partir dos seis meses porque é nessa idade que se inicia a introdução dos sólidos. Os macios e sem espinhas como o cação e porquinho são indicados.

OVO: Inteiro e bem amassado, é uma excelente fonte de gordura e colesterol bons. Mas atenção: somente três vezes na semana para não haver excesso de colesterol.

CARNE: Amassada ou desfiada misturada na papinha do bebê. Cerca de 50% da formação celular das crianças dessa idade vêm da proteína. Portanto, é muito importante introduzir nos alimentos. Músculo, patinho, coxão mole, alcatra e fraldinha são os tipos mais indicados.

BOLACHA RECHEADA: Nunca dar antes dos dois anos!Tem muito açúcar e gordura. Somente os biscoitos simples como de polvinho, maisena, água e sal que ajuda no estímulo à mastigação.

SOBREMESAS: Frutas, frutas e frutas. Mudar a forma do preparo(amassada,em pedaços)e misturar.É a sobremesa ideal para moldar o paladar da criança.

Por hoje é isso. Fiquem atentos e boa saúde!!

Até a próxima sexta!

Maine.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: